Poesia - Anti-Anorexia Poética

Anti-Anorexia Poética
http://3.bp.blogspot.com/-enMxH28rD0Y/TsHIa-qiU9I/AAAAAAAAH20/bZsPvCu_i14/s640/ANOREXIA+%25281%2529.jpg

o acento que  não se faz a vírgula
não vale sequer as pausas  mínimas
de tão reles que é, esta já circula
na boca da plebe, em vestes íntimas

e se qual uma meretriz perambula
mesmo estando de todos por cima,
todo sentido em si mesma se anula,
minha obra, que de beleza é ínfima.


o pauperismo é aqui mero convidado,
junto a falsa metáfora e estética,
traja smoking, toma vinho, qual um lorde.

e ao romântico ritmo do passado
caçoa e faz alusão, não poética,
mesmo que mais regime faça, mais engorde.


Um comentário: