NADA MAIS

Um texto um tanto triste pensando numa situação hipotética, mas tão presente em nossos dias
.
NADA MAIS

Não era deste jeito
Que eu imaginava o fim,
Mas soube desde o começo
Que haveria um dia
Em que tu falarias:
Não posso
Não quero
Já não mais gosto
De ser tão sincero
Algo mais sempre espero
E você sabe que não tem
Adeus e nada mais
Mas me perdoe meu bem
Tudo é muito pouco 
Para quem tem mais do que precisa
Por mais que eu esteja envolto
Mais me sinto só nesta vida
Sem você
Não há alegrias e dias de festa
Não há porquê
Seguir esta vida
Quando por mim ninguém se interessa.
.
. FERNANDES OLIVEIRA






Uma publicação partilhada por Fernandes Oliveira (@poetafernandes) a

Hoje não faço despedidas - trecho



Hoje não faço despedidas
E mantenho o coração aberto

Pois em minha vida
Só fiz aquilo que julguei ser correto
Tentei, por vezes, ser o mais sincero
No entanto, os confundi com palavras
De sentidos desconexos
E hoje para quem nada soube ler
Nas entrelinhas
Minhas máximas eu sorrio
E sou rio em um mar de lágrimas.

trecho da poesia a Palavra Pede Passagem






Nesta rima...


Nesta rima...




E nesta rima um tanto confusa

Que você ao ler este poeta

Se reconheça nas linhas

Nas quais você foi a minha

Sempre presente e discreta

Dama, dona e rainha

Dos meus versos a musa



Se hoje eu pedisse que tu viesses


.

Se hoje eu pedisse que tu viesses 
E que teu carinho me desses
E se um dia qual orador em prece
Te encontrasse em meu caminho
E tu quisesses fincar o espinho
Olhasses em mim e me dissesses: 
_Fiques sozinho,
Pois é só o que tu mereces. 
Eu haveria de dizer: _Se aqui viestes
E se a falar comigo se preste
É porque conta do recado não destes
Vai te embora! E vê se me esquece.
.


se há ainda mares nunca navegados - trecho




"e se há ainda mares nunca navegados

e segredos a poucos revelados
que seja do teu lábio, dito sagrado,
o único gosto a permanecer no meu
quando estiver acordado."

(trecho da poesia Sabe)


AO TEU AFÁVEL LÁBIO

AO TEU AFÁVEL LÁBIO

Ao teu afável lábio
Onde me prendo
Faço diversos versos
E se todo o universo
Por onde me estendo
Percorro feito louco
E isto for pouco
Cada vez te surpreendo
E que não pareça mentira
Mas minha poesia
Que em tudo se inspira
Nunca do teu sorriso
Se desprende
A ele sempre se rende
E dele não se desassocia