estremeço quem me admira

estremeço quem me admira
quando falo indeléveis verdades
ou calientes mentiras
sou a fera que pede o beijo
da bela, e te causa ira
se te provoco desejo
desculpa se mal a mim mesmo refira
verso e versejo
enquanto tudo ao redor me inspira...

quero continuação a este verso quem vai?










http://www.casadopoetapg.com.br/profiles/blogs/estremeco-quem-me-admira

2 comentários:

  1. Sua imutável palavra
    Dita com ousadia
    Encobre o “quê” de ilusório
    Que dela partiria
    Não sou a bela que
    a fera beija
    mas que muito lhe causa desejo
    resposta aos versos dirijo
    pois causas inspiração
    letras, paalavras...quem sabe
    um afago no teu coração.

    ResponderExcluir
  2. Solange h. voigt.17 de abril de 2011 23:22

    "ESTREMEÇO QUEM ME ADMIRA" tua íra, confuso mundo>desejos em versos escondidos> a bela que tua mente habita>em versejos ausentes se limita>dizer mesmo que queres>um ou mil beijos talves>ossos e pele,suaves devaneios> ingênua, abranda a fera que insere em tuas veias>como rio corre sangue, invade terreiros>perfuma docemente em notas frias>alaga tua mente e..como cousa proibida>então, só sente...>para não terminar teus dias>sem o ser que te inspira...

    ResponderExcluir